terça-feira, setembro 30

Fénix


Eu escreverei paz nas tuas asas
Para que voes livre e absoluta
...e te disperses por essa eternidade afora

Sem comentários: