20/03/2017

Lábios de intensão



Eu sonhei lábios de pânico absíntico
Uma infinita vertigem tresloucada vestida de insânia desvairada
Ah foda-se… se sonhei
E enquanto a brisa sentia e o sol engolia
Ao próprio ímpeto murmurava o que queria


E eis que em plena perplexidade
Penso… no que Mourão Ferreira diria

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial