segunda-feira, março 20

Lábios de intensão


Eu sonhei lábios de pânico absíntico
Uma infinita vertigem tresloucada vestida de insânia desvairada
Ah foda-se… se sonhei
E enquanto a brisa sentia e o sol engolia
Ao próprio ímpeto murmurava o que queria


E eis que em plena perplexidade
Penso… no que Mourão Ferreira diria

Sem comentários: